15 CURIOSIDADES DA LÍNGUA PORTUGUESA

Com aproximadamente 260 milhões de falantes, o português é hoje o quinto idioma mais usado no mundo, o terceiro no ocidente e o primeiro do hemisfério sul. Ao todo são nove países que o têm como idioma oficial, mas o português também é usado por parte da população em outros territórios, como em Macau, na China; Damão e Diu (território da União da Índia); Goa, na Índia; Malaca, na Malásia; Ilha das Flores, da Indonésia; Batticaloa, no Sri Lanka e nas Ilhas ABC, no Caribe.
Em cada região, o idioma tem suas peculiaridades, sofrendo influência das línguas nativas e dialetos locais. Com isso, o português falado em Portugal, por exemplo, muitas vezes difere do falado no Brasil. Pensando nessa variedade e na evolução da língua, separamos 15 curiosidades divertidas sobre a língua que falamos.

1 – A maior palavra da nossa língua é Pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiótico, que segundo o dicionário Aurélio, é um adjetivo relacionado com a doença que ataca os pulmões, causada pela inalação de cinzas provenientes de vulcões, a pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiose.2 – A palavra piauiense, usada para designar os originários do estado do Piauí, é a palavra com maior número de sequência de vogais.

3 – A principal regra de formação do plural indica que se deve acrescentar a letra S à palavra no singular. Existem exceções em que são acrescentadas as letras es (substantivos terminados em r, z e s), e paroxítonas terminadas em s são invariáveis (ex: lápis, ônibus, etc). No entanto existe um único caso em que o plural se dá no meio da palavra: quaisquer.

4 – A palavra maçaneta tem origem na palavra maçã. A explicação é que as primeiras maçanetas tinham o formato de uma pequena fruta.

5 – Você sabe qual o coletivo de borboletas? A resposta é panapaná, palavra com origem tupi.

6 – Várias palavras da língua portuguesa admitem duas grafias. Alguns exemplos são: Berinjela e beringela, assobiar e assoviar, abóboda e abóbada, caatinga e catinga, descarrilhar e descarrilar, doceria e doçaria, chimpanzé e chipanzé, loura e loira, quatorze e catorze.

7 – Embora raramente usado, o adjetivo mundo significa algo extremamente limpo. Já seu antônimo é bastante comum: imundo.

8 – O Brasil já passou por quatro reformas ortográficas. A primeira delas, de 1911, simplificou a grafia das palavras em português que tinham influência grega e romana. Em 1943, o Brasil rompeu o acordo ortográfico luso-brasileiro de 1931 e oficializar as diferenças ortográficas de cada país. Em 1971 uma reforma propôs um ajuste que aboliu a acentuação de diversas palavras e finalmente, em 1990, nosso país se tornou signatário do Acordo Ortográfico que visa unificar o idioma nos países lusófonos.

9 – Embora algumas pessoas usem erroneamente estrupo para se referir a crimes de violação sexual, essa palavra existe em nossa língua. O termo, atualmente em desuso, é um sinônimo para estrondo, tropel, tumulto e ruído.

10 – O documento mais antigo escrito em português é conhecido como Notícia de Fiadores, um pequeno texto de 1175, encontrado no arquivo da Torre do Tombo, em Portugal, pela pesquisadora Ana Maria Martins. Embora bastante diferente do português dos nossos dias, os linguistas identificam vários elementos nele que o caracterizam como português antigo, ou galego-português. Em 2002 um outro pesquisador encontrou outro texto no mesmo arquivo, que afirma ser ainda mais antigo, mas até agora ainda não há um reconhecimento oficial.

11- Soteropolitano, termo usado para designar as pessoas nascidas em Salvador, tem origem grega e está ligado à Soterópolis: soter (“salvador”) + polis (“cidade”).

12 – Várias palavras utilizadas no vocabulário brasileiro são bastante diferentes das utilizadas em Portugal para se referir às mesmas coisas. Aqui vão alguns exemplos: Açougue é talho, cafezinho é bica, celular é telemóvel, pedestre é peão, sorvete é gelado, trem é comboio, xícara é chávena, aeromoça é hospedeira de bordo, abridor é tira-cápsulas, apostila é sebenta, meias são peúgas, muito é bué, e algo muito legal é fixe.

13 – Há também palavras semelhantes mas cujo significado é bastante diferente nos dois países. Salva-vidas em Portugal é banheiro, pera é cavanhaque, apelido é sobrenome, calcinha é cueca, gira significa bonita, propina é mensalidade e sítio e lugar, só para citar alguns exemplos.

14 – A expressão puxa-saco, usada para pessoas interesseiras e que fazem qualquer coisa para agradar seus tem origem nos quartéis brasileiros, como uma referência aos soldados que carregavam os sacos de suprimentos de seus superiores durante as viagens.

15 – No site da Academia Brasileira de Letras, existe a página de um projeto chamado Novas Palavras, que semanalmente publica uma palavra ou expressão da Língua Portuguesa com explicações que poucas pessoas conhecem. Para acessar clique aqui.