CACAU – CASA DAS ARTES CRIAÇÃO AMBIENTE UTOPIA

Localizada em um espaço de 2100 metros quadrados em uma parte nobre de São Tomé, a CACAU – Casa das Artes Criação Ambiente Utopia, é um dos lugares mais vibrantes da capital de São Tomé e Príncipe. O idealizador do projeto é João Carlos Silva, que se tornou famoso por apresentar os programas de culinária Na Roça com os Tachos e Sal na Língua, sucesso em vários países de língua portuguesa em que são exibidos.Provocativo, João já disse que prefere ser chamado de “cozinhador”“Nunca tive qualquer formação técnica. Para mim a cozinha é uma arte, é um esforço de criação, de improviso. É algo que faço com prazer, quando me apetece”, diz.

Em seus programas, muitas vezes a culinária é também um pretexto para falar de história, cultura e patrimônio. Com uma mente irrequieta, João esteve à frente de inúmeros projetos importantes, como a Bienal de Arte e Cultura de São Tomé, o CIAC (Centro Internacional de Arte e Cultura) e o Espaço Teia d’Arte, dedicado às artes plásticas, teatro, dança, debates, oficina de letras e cine-clube. Apesar da fama como culinarista, João também tem uma carreira como artista plástico, tendo realizado várias exposições e participado de coletivas em seu país e no exterior.

Para a criação do CACAU, foi necessário levantar fundos não apenas para a compra do espaço, mas também para uma grande reforma. Com o desejo de ser uma instituição independente do estado, o montante veio de um empréstimo bancário, que será pago através de recursos gerados pelo próprio projeto, através de aluguel de espaços, dos visitantes e de cooperação internacional. O prédio, da época colonial, está hoje totalmente reformado e abriga uma escola de arte, que promove cursos, workshops, e oficinas de artes visuais, fotografia, história, literatura teatro, vídeo e escrita criativa. Há também um museu fixo, com fotografias e um filme que descrevem o funcionamento das roças de exploração do cacau e do café no início do século passado, e um acervo de obras de arte contemporânea.

A CACAU também será a sede das Bienais de Arte e Cultura de São Tomé e Príncipe e abriga um palco, uma biblioteca e livraria solidária, um cineclube, uma editora, uma rádio, um espaço de entretenimento para crianças, um ponto de informações turísticas e lojas disponibilizadas para produtores e artesãos locais e produtos típicos do país. Há também a oficina de sabores, um espaço que oferecerá cursos de cozinha e o restaurante Sabor & Arte, criado para ser um ponto de encontro e discussões de idéias.

É importante lembrar que além de toda a importância como polo cultural, a CACAU também tem uma preocupação social, com ambientes para associações locais e apoio ao empreendedorismo, oficinas de cidadania ativa e um espaço reservado para a Associação de Cegos.

Com uma filosofia cujo lema é “(trans).formar o local.com” a CACAU procura realizar um trabalho com a população e não apenas para a população. Uma iniciativa séria e complexa, mas que já se tornou um importante polo de divulgação, fortalecimento e dinamização da cultura de São Tomé e Príncipe.

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

CACAU – Casa das Artes Criação Ambiente Utopia foi indicação da cineasta e jornalista são-tomense Katya Aragão, que participou da primeira edição do Festival FIXE.

Créditos das fotos: facebook cacau.cultural