FESTIVAL GALA GALA PROMOVE A CULTURA MOÇAMBICANA

Entre os dias 13 e 19 de setembro começa a segunda edição do Festival Gala Gala, evento coletivo que neste ano reúne nove espaços culturais de Maputo em uma celebração da arte, criatividade, promoção e apoio aos artistas locais.
O evento, que conta com o apoio da União Europeia em Moçambique, terá 18 atividades, que incluem apresentações musicais, teatro, oficinas literárias, saraus, exposições, performance e a exibição de um documentário sobre uma importante revista de quadrinhos.

A exposição Kathla-viagem do Plástico abre o primeiro dia do festival, que terá ainda o show da banda Basadi Ma Mintsu e os Meninos da Minerva em O Njinjiritane de D. Quixote.

No segundo dia acontece a apresentação de artes visuais  “Três Dimensões: Percursos, Densidades e Possibilidades”, e a performance audiovisual Muva: i’mad3in(e)ri.
Dia 15 de setembro ocorre a oficina “Os Olhos Deslumbrados: Ficções sobre os mercados”, com os editores Celso Muianga e Sandra Tamele, o escritor Marcelo Panguana, além de uma apresentação da cantora e compositora Vannize.

Dias 16 e 17, além da abertura da exposição fotográfica “Outros/Others” de Douglas Condza, acontece a exibição da peça teatral Carne de Mulher, de Dario Fo, com adaptação e encenação de Evaristo Abreu, o show musical do cantor Radjha Ali e Tufo da Mafalala, e uma mostra do documentário Kurika No Kulungwana; há também uma atividade multidisciplinar com os artistas Tina Kruger, David Aguacheiro, Nandele Mauni e José Jalane.
Dia 18 realiza-se a mostra de Artes Visuais Quixotes Plásticos, de Náia das Dores R. J. Agostinho, e a peça teatral Chovem Amores na Rua do Matador. Encerrando o dia, o show do rapper moçambicano Kloro.
E no último dia do festival, começa com a peça Entre Corpo e Alma, seguida da divulgação dos vencedores do concurso de fotografia “Viagem do Plástico” e o show de encerramento com o Projeto África.

A lista completa, com todas as atrações, está disponível no facebook do festival, e parte da programação poderá ser acompanhada online, através de lives, transmitidas pelas redes sociais dos espaços culturais participantes.