UMA RÁDIO DEDICADA À CULTURA LUSÓFONA

Com uma programação totalmente dedicada à cultura dos países lusófonos, a Radio Pessoas reúne apresentadores de vários países em mais de uma dezena de atrações entre programas e podcasts como o Diversas, dedicado a divulgar o movimento feminino da cena musical brasileira, o Gotas de Galego, cuja proposta é ampliar a relação de pertencimento da Galiza e o galego no contexto ao mundo lusófono, o Foley Cast e O Que Te Toca, que propõe um passeio por nossas lembranças e afetos através de canções, só para citar alguns exemplos.
O projeto da rádio foi concebido por Eron Quintiliano, empreendedor, gestor, curador, consultor e produtor musical que também é o idealizador e diretor geral do MATE (Música, Arte, Tecnologia e Educação), feira de negócios e conferência que acontece anualmente em Porto Alegre (RS). Conversamos com ele para saber como surgiu essa ideia:
“A intenção de fazer algo que aproximasse a música e os países que falam português é uma paixão antiga que começou no ano de 2006, quando eu estava vivendo em Lisboa e passei a conhecer e trabalhar com artistas da música dos PALOPs (países Africanos de língua oficial portuguesa). Na altura em parceria com a Rádio Nacional Antena 3 lançamos uma coletânea intitulada “Copa Reggae”, que reunia músicas de artistas de Angola, Brasil e Portugal, os três países irmãos que falam português e participavam da Copa do Mundo naquele ano. A ideia inicial de uma rádio dedicada à música e a cultura da língua portuguesa propriamente surgiu no início do terceiro confinamento em Portugal da pandemia covid19, exatamente no mês de dezembro de 2020”.

Quando perguntado sobre a programação da rádio e o tipo de conteúdo, Eron explica: “ A intenção principal é levar ao maior número de pessoas o que temos de melhor e mais interessante sendo feito nos países de língua portuguesa. Com a Rádio Pessoas eu vejo-me sendo um promotor das iniciativas e produções culturais mais interessantes que fazem parte deste contexto. Temos um grupo de curadores musicais que são originários dos diferentes países, eles nos indicam artistas/ músicas dentro de uma perspectiva e direção curatorial que prioriza a intitulada world music feita por artistas emergentes, que representam essa ampla e rica diversidade que acreditamos. Os programas e podcasts que fazem parte da programação foram escolhidos por sinergia de propósitos semelhantes. Neste momento, as transmissões ao vivo envolvem cinco países, nosso objetivo é que tenhamos dezenas de transmissões em direto feitas por diferentes pessoas de todos os países envolvidos, reportando conteúdos e músicas interessantes. Quem sabe um dia chegaremos a ter 24 horas de transmissões ao vivo envolvendo os nove países e as comunidades e regiões de emigrantes que falam português?”

Eron explica que a rádio hoje em dia funciona pela motivação e colaboração das pessoas que acreditaram no projeto e querem fazer acontecer, e pensa que em um segundo momento deve procurar apoios e patrocinadores para manter e ampliar o projeto.
Apesar do português ser uma das línguas mais faladas no mundo, é curioso pensar que ainda existe um desconhecimento das culturas entre os países de língua portuguesa. Perguntamos a Eron se ele concorda com essa afirmação. “Totalmente, muito pouco sabe-se da história, da cultura, da relação linguística e dos costumes locais dos países que estão interligados pelas navegações portuguesas/ibéricas. Muito fala-se e consome-se a nível global da música anglo-saxônica e pouquíssimo conhece-se da história e da mistura que a língua portuguesa proporcionou. No Brasil não se estuda a história da África. Os povos dos países como Moçambique, Angola, Cabo Verde conhecem muito das novelas, da cultura e da música brasileira. Por outro lado, nós brasileiros praticamente não sabemos nada de Angola, que é um dos países que mais está presente no DNA ancestral da formação do povo brasileiro juntamente com os povos originários da América do Sul”.

Para conhecer a programação e os apresentadores, acesse o site da rádio, onde você também encontrará entrevistas com personalidades da cultura lusófona, informações sobre eventos e até mesmo alguns vídeos. E clicando aqui você ouve a programação da rádio ao vivo.

Crédito da foto: facebook Eron Quintiliano